O governador do estado, Rui Costa (PT), informou, durante debate na CNN Brasil nesta quinta-feira (21), que a Bahia não irá mudar seu protocolo de uso da cloroquina em pacientes contaminados pelo novo coronavírus. Após a saída de Nelson Teich, o Ministério da Saúde alterou a orientação e recomendou a utilização mesmo em sintomas leves.

“Na Bahia nós não vamos mudar nenhum protocolo. Até porque aqui, tenho repetido diversas vezes, político não é pra passar receita médica. Quem define isso é quem estudou medicina, cientistas, médicos”, afirmou o governador baiano.

No dia 8 de abril, o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou que o governo do estado iria liberar, mediante prescrição médica, o uso da associação dos medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19). 

De acordo com Vilas-Boas, “a recomendação é que os pacientes hospitalizados recebam os medicamentos o mais precocemente possível após a internação”.