O domingo amanheceu com protestos pela morte do jovem Davi Oliveira, 23 anos, que morreu alvejado por tiros na noite deste sábado, 05/12,  em São Félix, no Recôncavo Baiano. Segundo informações, Davi estava indo para casa quando foi alvejado por policiais que o confundiram com um criminoso. 

A população queimou pneus na entrada da Ponte D Pedro II e no bairro 135 (estrada de acesso a BR 101), além do acesso a cidade de Muritiba, pela BA-502 em protesto pela morte de Davi.

O jovem negro era barbeiro na cidade e deixa mulher e filhos. A Polícia ainda não se manifestou sobre o assunto.

Clesinho Macedo, ex-candidato a prefeito de São Félix, utilizou as redes sociais para se manifestar.

“NOTA DE REPÚDIO – SÃO FÉLIX – BA

Mais um corpo negro jovem tomba ao chão e perde a sua vida. 

Até quando vamos assistir os nossos jovens morrem sem ter o direito de ser identificado antes da execução cruel e impiedosa, oi eu sou o João! João ninguém, João a quem! Porque a bala só enxerga os humildes? Porque o dedo só puxa o gatilho para a cor negra? Somos o que finalmente? Mero instrumento invisível dessa Republiqueta Mentirosa chamada de Inclusão Social que só faz apontar o dedo, mas, não dá oportunidade de transformação. Precisamos realmente acordar São Félix, ou o despertar só virá quando for alguém da casa grande. Muito triste com tudo isso que vem acontecendo e muitos que podem virar o jogo só fazem assistir a tudo. Deixo aqui os meus sinceros e profundos sentindos a família do jovem Davi, negro, jovem e trabalhador!

Clesinho Macedo”

Assista a reportagem de Adriano Rivera.

Fonte: DiáriodaNotícia